4 de abril de 2011

Usar fórmula de soja? Será???





Fiquei meio pirada depois que li um texto de duas nutricionistas no blog "Deixa Sair" da Sonia Hirsch,(Denise Carreiro e Mayda M. Correia, "Mães saudáveis têm filhos saudáveis"), nesse livro tem vários dados a respeito do mal da soja na saúde das crianças, mas um que me deixou doidinha de pedra foi esse: bebês alimentados exclusivamente com leite de soja (800 ml a 1 litro por dia) recebem megadose de fitoestrógenos, cuja concentração chega a ser de 13000 a 22000 vezes maior que o normal e corresponde a 5 pílulas anticoncepcionais por dia - o que pode estar diretamente implicado no desenvolvimento sexual precoce das meninas e tardio dos meninos

GENTE!! 5 PILULAS DE ANTICONCEPCIONAIS PARA UM BEBÊ DEVE SER UMA BOMBA RELÓGIO NO ORGANISMO. IMAGINA GENTE???????

Daí fui atrás do Consenso Brasileiro sobre Alergia Alimentar, 2007. (Documento feito em conjunto com a Sociedade Brasileira de Pediatria e Associação Brasileira de Alergia e Imunologia) olha o link aqui do texto na íntegra: http://www.funcionali.com/php/admin/uploaddeartigos/Consenso%20Brasileiro%20sobre%20Alergia%20Alimentar.pdf


Olha o que diz o Consenso a respeito de fórmulas a base de soja:



As fórmulas à base de proteína de soja apresentam algumas
diferenças em sua composição quando comparadas
a fórmulas poliméricas à base de leite de vaca: maior
conteúdo protéico (2,45 a 3,1g/100 kcal) devido ao menor
valor biológico de suas proteínas, são isentas de lactose,
contêm fitatos (cerca de 1 a 2%) e oligossacarídeos que
interferem na absorção do cálcio, fósforo, zinco e ferro (os
níveis de cálcio e fósforo, por exemplo, são superiores em
20% às fórmulas com proteína do leite de vaca), contêm
glicopeptídeos da soja interferem no metabolismo do iodo,
conteúdo mais elevado de alumínio e presença de fitoestrógenos
(isoflavonas, genisteína e daidzeína). O National
Toxicology Program of US Department of Health and Human
Services
(http://cerhr.niehs.nih.gov/chemicals/genistein-soy/
genistein/genistein-eval.html), nos Estados Unidos, realizou
recentemente reunião de especialistas e concluiu que a
possibilidade de eventos adversos a longo prazo ou discretos
sobre o desenvolvimento ou reprodução humana não
pode ser descartada, isso porque embora eventos dessa
natureza não tenham sido descritos após mais de 40 anos
do uso de fórmulas naquele país este assunto nunca foi
estudado de forma adequada.
Nas hipersensibilidades não mediadas por IgE e manifestadas
como colites, enterocolites ou esofagites, o risco
de sensibilização simultânea à soja pode chegar a 60%,
não sendo, portanto, rotineiramente recomendado o seu
uso, exceto em formas clínicas leves ou nas fases mais tardias
de tratamento em algumas situações, após, no mínimo,
seis a oito semanas de uso de dietas à base de proteína
extensamente hidrolisada ou à base de aminoácidos



Texto longo?? Vou resumir:

- Contem Fitatos e Oligossacarideos, que
interferem na absorção do cálcio, fósforo, zinco e ferro (os
níveis de cálcio e fósforo.

- Contem Glicopeptídeos da soja interferem no metabolismo do iodo,
conteúdo mais elevado de alumínio e presença de fitoestrógenos (Aquele que equivale a 5 anticoncepcionais).

- a possibilidade de eventos adversos a longo prazo ou discretos
sobre o desenvolvimento ou reprodução humana não
pode ser descartada


- Quem tem reações como colites, enterocolites ou esofagites, o risco
de sensibilização simultânea à soja pode chegar a 60%.




ENTÃO POR QUE CARGAS D'AGUA INDICAM ESTAS FÓRMULAS AS NOSSAS CRIANÇAS???

Convido vocês aqui para essa reflexão,se faz tão mal por que os Pediatras insistem em indicar soja a crianças com alergia a proteína do leite????

3 comentários:

  1. Olá Alice! Meu filho tem alergia ao leite, mas não pode ingerir soja em grandes quantidades, pois fica com diarréia. Assim, como ele tem 3 anos e 8 meses, não toma leite e nenhum substituto, apenas complemento sua dieta com suplemento de cálcio. Realmente, não sei porque os médicos indicam o leite de soja para crianças alérgicas ao de vaca, pois a soja também é responsável por muitas alergias. Meu sapequinha também tem um blog, como é fechado, tenho que mandar um convite a quem quiser ler o blog. Caso seja do seu interesse, me passe seu email, ficarei contente com sua visita. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. Luciana os meninos aqui tb não tomaram nenhum substituto, foram do leite materno direto para os sucos frescos, em uma época dei pro mais velhos Suprasoy, mas o bebê nem isso tomou...

    Hoje não bebem nem ades, tô fugindo do suco de soja também...

    Adoraria conhecer seu blog, se puder envie o convite para ana.nagahama@gmail.com

    Obrigada pela participação

    ResponderExcluir
  3. Oi Aninha, não imaginava que a soja tivesse algum tipo de contra-indicação, na época da menopausa de minha mãe, foi indicado para que ela não tomasse o isoflavona hormônio(pois supõe-se que causa o avc), e foi indicado que ela consumisse alimentos e bebidas a base de soja. Gostei muito da matéria , pois as vezes consumimos soja achando ser saudável mas pelo contrário.
    bjss

    ResponderExcluir